História do Futebol Acreano

O Território / Estado
Até 1903 o Território do Acre era parte integrante da Bolívia. Uma revolta chefiada por um gaúcho, Plácido de Castro, expulsou os bolivianos e forçou o Brasil (que temia uma confrontação militar com a Bolívia) a assinar um armistício. Através de cláusulas constantes do documento, o Brasil pagou uma indenização no valor de 2 milhões de libras e teve que construir uma estrada de ferro em plena selva amazônica (a Madeira-Mamoré) para o escoamento dos produtos bolivianos. Dessa forma, o Acre passou a integrar o Brasil como Território.

No ano de 1962 o Território do Acre passou a ser Estado do Acre.

O Surgimento
O ex-jogador do Rio Branco, Euclicles Barbosa da Costa, o Pedro Sepetiba, insiste que a bola rolou inicialmente em Rio Branco nos pastos do seringal Catuaba e se jogava o futebol com bolas de seringa.

O juiz aposentado Romeu César Leite, por sua vez, com base em antigo jornal, revela que o engenheiro José Alberto Masô, autor do primeiro mapa geral do Acre, escreveu que no final do século 19 os índios da região praticavam futebol, com todo mundo da tribo chutando uma bola de borracha, durante dias inteiros. (fonte: site www.riobrancofc.com.br)

Liga Acreana de Esportes Terrestres
Em 1921, a Liga Acreana de Esportes Terrestres é oficialmente formada pelo Rio Branco FC, Ypiranga SC, Militar FBC e o Acreano Sporting Club. Com a criação da liga, as competições começaram a ser organizadas, apesar de já existir o campeonato riobranquense desde 1919. O Rio Branco Football Clube, o mais antigo clube de futebol em atividade no estado do Acre, levantou o caneco em 1921, goleando seus adversários e não tomando nenhum gol. A primeira formação da equipe campeã contava com Alfredo; Zé Bezerra e Olavo; Nobre, Bandeira e Joca; Fortenelle, Gaston, Mello, Jacob e Carlos.

A Liga Acreana de Esportes Terrestres organizou seu último campeonato no ano de 1946, sendo substituida no ano seguinte pela Federação Acreana de Desportos (FAD), que foi fundada pelos presidentes do Rio Branco Football Club, Isidoro da Cunha Pereira, do Fortaleza Football Club, Milton Braga Rôla, pelo presidente em exercício do Independência Futebol Clube, Dário D’Anzico-urt, e pelo presidente do América EC, Francisco José Paes.
Amadorismo x Profissionalização
Nos tempos em que o futebol acreano era amador, muitos jogadores chegaram a ganhar carros de luxo como pagamento de luvas e ganhavam altos salários para defender qualquer um dos quatro chamados grandes clubes da capital: Atlético, Independência, Juventus e Rio Branco. Os jogos, sobretudo os decisivos, eram disputados com casa cheia. Hoje em dia, no futebol profissional, a maioria dos jogadores ganha salário mínimo e os estádios estão vazios.

Independência: o último campeão na era do amador
Se o Independência não teve a oportunidade de ser o primeiro campeão acreano de futebol, brindou sua imensa torcida ao ser campeão do último Campeonato de Futebol Amador.

A batalha final foi contra o Rio Branco, que era tido como favorito, uma vez que tinha, em tese, melhor plantel. Mas a torcida lotou o velho José de Melo e empurrou o time tricolor.

O placar final foi 2 a 0, mas o tricolor do Aviário ainda teve várias chances de ampliar o marcador, mas seus atacantes não souberam finalizar as jogadas. O atacante Vinícius entrou para a história por ser autor do último gol da era amadora.

Juventus, o primeiro campeão da “era” profissional
O Juventus conquistou o primeiro campeonato de futebol profissional disputado em 89. O clube do Povo, disputou a grande final contra o Atlético Acreano e derrotou o Galo Carijó.

Federação Acreana
A federação de Futebol do Estado do Acre, foi fundada em 24 de janeiro de 1947, e substituiu a Liga Acreana de Esportes Terrestres. Os titulos, “tidos” como oficias, passam a valer a partir da disputa do campeonato realizado pela entidade no ano de 1947.

Agradecimentos: “Nossos mais sinceros agradecimentos ao presidente da FFAC, sr. Antônio Aquino Lopes, que nos cedeu um exemplar da histórica revista do Futebol Acreano”.

Fontes: Arquivo Campeões do Futebol e Futebol Acreano em Revista
Pesquisas de Sidney Barbosa da Silva
Página adicionada em 26/Maio/2008; e atualizada em 24/Outubro/2011.